Strategy for the iterated prisoner’s dilemma | London | R.Cambusano

Strategy for the iterated prisoner’s dilemma | London | R.Cambusano

host-of-societal-difficulties | London | R.Cambusano

host-of-societal-difficulties | London | R.Cambusano

 

Volto do mercadinho da esquina que as cidades pequenas sempre mantêm. Evangélicos terminam um culto matutino e se despedem com euforia, resquícios do ontem à noite, em nome do senhor Jesus. É a rua. Dois estranhos emparelham a bicicleta e passam suas paradas. De um ao outro desejam a paz do senhor Jesus, a rua é estreita.

É a praça: os velhos jogam baralho e bebem a cerveja, mais gratuita nesta época. Um carro de som já começa a percorrer os ouvidos da cidade. Outros virão em sequência. Respeitam seus turnos, embora não faça diferença. A monotonia das músicas de campanha só destoa em função de uma ou duas, a essas não falta o ânimo. Prefiro as monótonas.

É minha sala com grades na janela: o gato está em processo de olhos semicerrados. Eu jamais saberei o que se processa ali, nele, mas é um gato noturno. Percorre a vizinhança, e quero reiterar: a cidade é pequena.

Seria insuportável enxergar a mais vaga ideia do que vai ali, no gato. Mas sei que é uma coisa muito livre.

Ele se espreguiça, e eu penso: ali se espreguiça uma cidade inteira, patas abertas, boca arreganhada, dentes sempre à mostra.

Não sei de suas eventuais metafísicas, sei que meu gato jamais irá falar.

E algo (ainda) me impede de miar.

a musculatura da cidade | Indianópolis | Francis Aguiar

04

o sobrevivente | Curitiba | Y. Raduy

Behind Bars w/ flower in my hair (SefieKing) | Atibaia | Jaime Scatena

Behind Bars w/ flower in my hair (SefieKing) | Atibaia | Jaime Scatena