Habitar

Transferindo para fora do universo digital a metodologia de criação coletiva e colaborativa do projeto Multigraphias, “Habitar” coloca em conexão artistas em uma corrente de criação offline e sequencial.

Os produtos finais serão: a reunião de obras e a realização de exposições itinerantes.

Por que Habitar?
O tema central desta ação é a reflexão artística sobre habitar os espaços urbanos. Independente do formato escolhido pelo artista, seu trabalho deverá questionar os formatos contemporâneos da experiência de existir nas cidades.

Como funciona?
É uma espécie de “telefone sem fio” de criação.
Os artistas participantes são selecionados por uma curadoria.
Cada um recebe duas obras, uma delas um presente e a outra é uma obra que deverá inspirá-lo a criar um trabalho a ser enviado para o próximo artista.

Assim, todos os artistas são presenteados e recebem inspiração para criação. O diálogo entre as obras é livre e os elementos de contato entre elas  são selecionados por cada artista, podendo incluir cores, composições, gênero artístico, elementos gráficos, personagens, etc…

No fim do processo teremos um conjunto de obras todas elas criadas a partir do diálogo.

Criação colaborativa e coletiva
Este processo é uma espécie de manifesto sobre a citação, o compartilhamento de repertório e a criação coletiva.
Dialoga também com a arte postal e a introduz no terreno 2.0, atualizando de algumas formas este tipo de construção.
Mais do que “copiar” trabalhos, os artistas criarão pontes entre si, como se cada obra do circuito estabelecesse uma série de perguntas que serão respondidas a partir de uma nova criação pelo artista que a recebe.

As obras de arte, portanto, operam como questionadoras e criam, elas mesmas, teorias e objetos poéticos.

Quem participa?

Com curadoria de Gabriela Canale, os diálogos partiram de obras de dois artistas gaúchos (Luciano Montanha e Giuliano Lucas). A partir delas, várias linhas de diálogo se formaram incluido artistas de Vitória, Londres, Tokio, Nova Iorque, Berlim, Londrina, São Paulo, entre outros lugares.

2 thoughts on “Habitar”

  1. Pingback: Adeus ano velho…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s