as flores de carbono se transformarm | Timeland | Gabriela Canale

Nosso amigo se defronta com a morte.

Ele olha (colorido e sábio) o tempo ir-se.

Aprende a respeitar a ampulheta.
Ele pensa na separação.

Cambusano olha.
Tem uma beleza incrível na força deste olhar.

Vê o frágil de cada pétala do jardim da mãe.

E nos mostra. Porque Cambusano é generoso.

Roberto é um fotógrafo – ele sabe olhar e sabe compartilhar o que vê. Roberto está escolhendo nos mostrar o colorido das suas roupas.
Quem o fotografa?
Quem está ao seu lado quando ele precisa pensar na vida e seus limites?

Eu estou. Sempre estou. Porque compartilho com Roberto o olhar contemplativo.
Estou lá porque Roberto me permite olhar com ele, olhar para ele.

E olhar é a forma mais linda que um fotógrafo tem de amar.

Daqui, do lado de cá da fotografia, amo Roberto. Amo e respiro o cheiro das rosas.

As rosas são sábias. Com elas aprendemos a lembrar da sabedoria do tempo. No seu vermelho reside as luas que nos abraçaram e a potência irradiante do sol.

Cambusano é olho. É lua. É sol.

E eu sou uma fã que agradece todos os dias por poder olhar com o amor que ele nos dá.

as flores de carbono se transformarm | Timeland | Gabriela Canale

broken ✔

broken ✔