casei comigo | Vitória | Gabriela Canale

Eu casei comigo mesma aos 34 anos de idade. Tive até então uma vida cheia de muitas coisas. Tive muitos medos. Tive inimigos internos e externos. Sempre odiei auto-ajuda e qualquer literatura que não se pensasse a si mesma.

Minha religião sempre foi a arte. A arte cura. Cura porque é livre. Cura porque tem regras elásticas. Cura porque é afirmativa. Cura porque se faz em parceria com os outros. Cura porque se faz pra si mesmo. Cura porque se faz para os outros. Cura porque pode ser o que quiser. Cura porque não precisa servir pra coisa alguma. Cura porque respira. Cura porque sobrevive, não sabemos como, no meio de um planeta escravocrata e poluente.

A arte vem me curado de muitas dores. As minhas, e as dos outros.  A arte me trouxe lindos amigos. A arte me trouxe mais do que tudo sabedorias. E as sabedorias me trouxeram para mim e para o mundo.

Voltei eu mesma.

Voltei melhor.

Voltei Gabriela, a mulher que se cura.

Reinventei o sendito do meu nome:

Sou Gabriela, a mulher que cura.

my own threesome {art}  | London | R.Cambusano
my own threesome {art} | London | R.Cambusano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: